1970...

Surge um grande marco na indústria automobilística européia e mundial, seu nome é RANGE ROVER.
Revolucionando a engenharia da época, o RANGE ROVER uniu definitivamente o conforto e desempenho na estrada, com uma habilidade notável e nunca antes vista no fora de estrada. Seu design é único tendo sido exposto no Museu do Louvre!
Freios a disco nas quatro rodas, motor V8 em alumínio, tração integral nas 4 rodas com diferencial central bloqueável, carroceria em alumínio, molas helicoidais com grande curso e eixos rígidos, fizeram deste veículo provavelmente o primeiro Sport Utility Vehicle (SUV) europeu, inaugurando uma nova era neste mercado.
Desenhado por Spen King na metade da década de 60, o RANGE ROVER se tornou, ao longo dos anos em que esteve em produção (antes do lançamento do novo modelo), como o sonho de consumo de grande parte da população do mundo, sendo até hoje cultuado como um clássico.
O cuidado com o projeto e o desenvolvimento deste novo veículo foi tanto, que alguns protótipos foram enviados para o sul do Deserto de Marrakesh para testes do sistema de resfriamento, demonstrando a vontade da Land Rover de acertar na primeira tentativa.
Com um chassis de 100" (polegadas) o RANGE ROVER tem um comprimento (distância entre eixos) intermediário entre o Defender 90" e o Defender 110" conseguindo, a despeito das suspeitas iniciais de poucas vendas dentro da própria Rover, definir seu próprio nicho de mercado, superando até mesmo as expectativas mais otimistas acerca de suas vendas em todo o mundo.
Lançado somente em versão de duas portas, o RANGE ROVER logo ganhou uma versão de 4 portas e tornou-se muito mais luxuoso, com equipamentos como ETC - Electronic Traction Control (controle eletrônico de tração, lançado em meados de 1993) e suspensão pneumática com 3 níveis de altura controláveis pelo usuário, e até mesmo uma versão limousine estendida original de fábrica (usando um chassis de 108" entre eixos) a Long Wheel Base que, segundo as publicações especializadas é o melhor veículo lançado pela Land Rover até nossos dias. 
Muito poucos RANGE ROVER (até 1.994) vieram para o Brasil na versão clássica, com importação da Land Rover do Brasil, entretanto, algumas versões mais sofisticadas, importadas diretamente dos Estados Unidos (inclusive algumas poucas LWB) foram trazidas por importadores independentes, estando atualmente nas mãos de alguns "viciados" brasileiros.
Sua produção foi encerrada em 1.996, tendo ficado algum tempo sendo vendida simultaneamente com a nova versão (nome código inicial Pegasus, sendo renomeada de 38A pouco tempo depois, atualmente sendo conhecida como NEW RANGE ROVER) ocasião em que seu nome foi alterado para RANGE ROVER CLASSIC.